7 dicas para ensinar gente pequena a segurar o lápis




A primeira foto acima gerou grande repercussão no Instagram da Rede (@redepedagogica).

A maior parte das pessoas elogiou a técnica apresentada. Muitas testaram e aprovaram. Outras tantas queriam saber como adquirir o pegador do Kit-Caligrafia da Rede Pedagógica, que aparece na terceira foto.


Ensinar a criança a pegar corretamente desde cedo no lápis é muito importante, porque se ela se acostuma a segurá-lo de forma errada, terá problemas de caligrafia e ergonômicos que podem durar por toda a vida.


Aqui vão 7 dicas para ensinar bem básicas para ensinar gente pequena a segurar o lápis de forma apropriada:


1ª dica: a regra dos três dedos. Para utilizar o lápis corretamente, a criança precisa segurá-lo com dois dedos - o polegar e o indicador - e ao mesmo tempo apoiá-lo no dedo médio. Obviamente, todos os dedos da mão interagem no processo, mas a tríade polegar-indicador-médio desempenha o papel mais importante. Parece óbvia demais esta regra, mas se não for ensinada, o infante tende a segurar o lápis da maneira mais intuitiva, com a palma da mão e os cinco dedo simultaneamente, como se faz, por exemplo, com as cordas do balanço.





2ª dica: comece com lápis médio. O primeiro lápis que a criança ganha dos pais é provavelmente novo, comprido, com cerca de 17 cm, e pesado. Como a mão dela é pequena e não tem tanta força, será complicado equilibrar o lápis, que também não pode ser muito pequeno, difícil de firmar. O ideal é que o lápis esteja pela metade, com 8 cm, 9 cm, e bem apontado.


3ª dica: mostre a pressão correta. Normalmente, as crianças pegam o lápis com muita força. Com isso, terão pouca flexibilidade para desenhar letras, números e outros símbolos. O segredo de uma boa caligrafia inclui aplicar ao lápis a pressão correta, que assegure o máximo controle do traço, sem estressar os tendões da mãozinha da criança.


4ª dica: contextualize ludicamente a atividade. A taxa de aprendizado é mais elevada se a criança estiver descontraída. Mesmo sem intenção, podemos inibir a criança, especialmente se demonstramos frustração e impaciência quando não aprende no prazo que entendemos suficiente. Para evitar esse problema, os primeiros traços do infante devem ser aplicados em atividades divertidas e envolventes. Aproveite bem a sensação que a criança experimenta nesse processo de estar criando coisas legais a partir de seus primeiros riscos. O prazer de estudar começa por aí.



5ª dica: aproveite para introduzir conceitos. A criança vai aprender a segurar o lápis da maneira correta mais rapidamente se houver desafios adicionais para ela no processo. A depender da idade dela, seus primeiros traços podem ser associados ao delineamento de letras, números e figuras geométrica ou de seu cotidiano.


6ª dica: utilize pegadores ergonômicos. Pesquisas científicas comprovam que pegadores ergonômicos, sejam industrializados ou artesanais, ajudam no desenvolvimento da habilidade de segurar adequadamente o lápis. Caso não consiga fazer a criança aprender rapidamente a pegada correta no lápis, experimente o pegador ergonômico.


7º dica: procure apoio profissional. Se o infante não conseguir segurar o lápis após um mês de aprendizado, é aconselhável que você procure ajuda de um terapeuta ocupacional, que é o profissional preparado e treinado para lidar com esse tipo de problema.


Edvaldo Fernandes da Silva

Pós-Doutorando em Ciência Política, Doutor em Sociologia, Mestre em Ciência Política, jornalista, advogado, professor de Educação Básica (1991-1996), professor universitário e cofundador da Rede Pedagógica.

15,355 visualizações2 comentários
Icon_faça-parte-3.png
Sem título-9.png
Icon_EAD-3.png
Icon_Idiomas-3.png
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter

(31) 3913-9939

(31) 9300-6486

whatsapp.png

©2020 by Rede Pedagógica.