A música e o desenvolvimento da criança


A música é uma linguagem universal e está em todo lugar. Mesmo os povos mais primitivos já desfrutavam dessa arte milenar. Ela está em nós, está no corpo, está no mundo, na natureza, no tempo. Dessa forma, é impossível não pensar em como ela participa do nosso desenvolvimento.


Antes mesmo de nascer, em geral, as crianças ouvem música. O som da voz e os batimentos cardíacos da própria mãe soam como música, além das canções carinhosas e de ninar.


Ao iniciarem o processo de escolarização, desde a creche, ouvem, cantam e produzem música: música para chegar, música para lanchar, música para ir embora. Na Educação Infantil, a música não apenas faz parte da rotina como estabelece as rotinas.


O processo educacional infantil sempre esteve bastante relacionado à música. Afinal, a música é tão mágica que é capaz de fazê-los parar de chorar ou até dormir. Isso não é incrível? (rs)

Segunda a própria ciência, a música aumenta o poder de concentração e memória, estimula o raciocínio lógico e potencializa o ritmo de aprendizado de idiomas, por exemplo.


Isso acontece porque a música possui sons articulados em uma sequência temporal: é uma linguagem. As linguagens, por sua vez, todas elas, são o que temos de mais complexo em termos de processamento cerebral. Assim, a música é um rico instrumento de estimulação do nosso cérebro.


Além de potencializar as capacidades cognitivas da criança, a música também se relaciona com o desenvolvimento de habilidades sensoriais e motoras.

Para as crianças, a música é uma oportunidade espetacular de socialização. Bater palminhas, fazer barulhinhos, todas essas ações as possibilitam conectar-se com outras pessoas, chamando-lhes atenção e interagindo com elas. Essa socialização, por sua vez, traz autoestima e segurança emocional.


Apesar de oportunizar todas essas possibilidades e apresentar inúmeras vantagens como ferramenta no meio educacional infantil, a música não deve ser utilizada apenas para outros fins, para ensinar às crianças alguma outra coisa.


A música precisa ser compreendida como uma linguagem completa que deve ser aprendida e experenciada como música, com um fim em si mesma.


Se você deseja receber maiores informações sobre esse assunto, fique ligado(a) na Rede Pedagógica e cadastre-se aqui para receber conteúdos GRATUITOS diretamente em seu e-mail.


Erika Radespiel

@erikaradespiel

Graduada em Administração de Empresas pelo Centro Universitário de Brasília (2007). Graduada em Pedagogia pela Universidade de Brasília (2013). Pós Graduada em Educação pela Faculdade Pitágoras (2014). Escritora de materiais pedagógicos para Educação Infantil e Anos Iniciais do Ensino Fundamental. Consultora pedagógica da Rede. Educadora ambiental responsável pela elaboração e desenvolvimento de Programas e Projetos de Educação Ambiental na Companhia de Saneamento Ambiental do Distrito Federal – Caesb.

257 visualizações
Icon_faça-parte-3.png
Sem título-9.png
Icon_EAD-3.png
Icon_Idiomas-3.png
  • Facebook
  • Instagram
  • YouTube
  • Twitter

(31) 3913-9939

(31) 9300-6486

whatsapp.png

©2020 by Rede Pedagógica.