Como melhorar a avaliação de crianças


Uma das atribuições mais importantes do professor é a avaliação. Quando se trata de medir o rendimento de crianças pequenas, os cuidados devem ser redobrados. Compartilhamos aqui cinco ideias para otimizar esse instrumento tão importante à aprendizagem.


1) Apresente a avaliação como momento de aprendizagem, e não de punição.

Às vezes até mesmo de forma inconsciente reproduzimos a estereótipo de que a prova serve para premiar os alunos que aprenderam e punir os que não conseguiram aprender. Em vez disso, temos que trabalhar a avaliação como um momento especial no processo de aprendizagem. Assim, dificilmente a criança vai desenvolver bloqueios que inviabilizam a avaliação, e a prova se tornará uma experiência mais produtiva e agradável.


2) Coloque-se no lugar da criança na hora de dosar o nível de dificuldade da prova

Como professores é normal que superestimemos a capacidade que a criança tem para assimilar conteúdos. É um grave erro formular prova que excede o nível de conhecimento da criança. O resultado ruim acaba por não demonstrar que você é um bom professor e ainda causa frustração nos avaliandos e pode emperrar o processo de aprendizagem.


3) Inclua na avaliação apenas conteúdos bem trabalhados em sala de aula

Outro grave equívoco é elaborar uma prova que não corresponda à matéria ensinada à criança. Embora , como momento de aprendizagem, não deva testar apenas a memória do aluno, a avaliação não pode ser uma caixinha de surpresas. Antes de aplicar a prova, explique à turma o que será cobrado e não deixe de fazer uma revisão geral dos conteúdos que serão abordados. Aplique simulados para ajudar na preparação da criança.


4) Muita atenção com a clareza dos enunciados e com a simplicidade das questões

A boa prova é clara, simples e objetiva. Enunciados dúbios, enigmáticos, longos e truncados inviabilizam a avaliação como instrumento de medida. Recomendamos que as questões sejam revisadas pelo menos três vezes antes da impressão da prova. Prefira a forma mais direta de expressar o enunciado. Jamais insira "pegadinhas" na avaliação. Esse tipo de armadilha não é compatível com as melhores práticas de Educação.

5) Faça devolutiva da prova preferencialmente com cada aluno

Após a aplicar, corrigir e lançar a avaliação, ainda falta uma etapa super importante, que é discutir a prova com a turma e, de preferência, comentar com cada aluno seus erros e acertos. Esse tempo dedicado à contemplação do próprio rendimento é essencial para que a criança compreenda mais profundamente os conteúdos em questão. Na concepção de prova como momento de aprendizagem, a devolutiva é indispensável.

469 visualizações
Icon_faça-parte-3.png
Sem título-9.png
Icon_EAD-3.png
Botão_idiomas.png

(31) 3913-9939

Icon_Instagram.png
Icon_Facebook.png
Icon_Youtube.png
Icon_WhatsApp.png
Icon_Twitter.png

(31) 9300-6486

whatsapp.png

©2020 by Rede Pedagógica.