Coronavírus fica no ar por 3 horas e em superfície por 3 dias, conclui estudo



O novo coronavírus liberado em espirro ou tosse de pessoas infectadas fica até três horas no ar em condições de contaminar quem estiver por perto. Quando é lançado em superfícies, como nas mãos do doente ou em uma maçaneta de porta, o novo coronavírus permanece por até três dias com potencial de infectar por meio do contato.


As conclusões constam de estudo realizados por cientistas do Institutos Nacionais de Saúde dos Estados Unidos e que foi publicado ontem (18) no Jornal de Medicina da Nova Inglaterra (EUA).


Após os experimentos, os especialistas observaram que o vírus "sobrevive" por cerca de vinte e quatro horas em papelão, por quase sete horas em plásticos, cinco horas e meia no aço e quatro horas no cobre.


Essas descobertas são muito importantes e reforçam a necessidade de:

1) distanciamento social: recolhimento da população em geral em suas casas;

2) quarentena: afastamento de pessoas sob suspeita de infecção, especialmente após contato com pessoas doentes, pelo prazo de 40 dias.

3) isolamento social: exclusão de pessoas com diagnóstico confirmado de Covid-19, que é a doença causada pelo novo coronavírus.


Essas medidas são indispensáveis, diante da escassez de leitos e outros recursos necessários ao tratamento de pessoas acometidas pela Covid-19, para evitar o desastre verificado na Itália, que ontem (18) registrou o recorde de 425 de mortes pela doença em um único dia.



Reiteramos as recomendações que apresentamos semana (leia o post) e instamos a todos que evitem sair de casa e contatos fora do espaço doméstico, intensifiquem o uso de álcool gel para higienizar principalmente as mãos e objetos mais usuais, utilizem máscaras de proteção sempre que possível e lavem constantemente as mãos com sabão (produza espuma em quantidade, esfregue as palmas e a parte de trás das mãos, esfregue os dedos uns contra os outros e suas as pontas contra as palmas das mãos).


Outra medida de prevenção muito importante que tem sido adotada na Itália é não entrar em casa com o calçado utilizado na rua, porque o novo coronavírus se sustenta no asfalto e pisos externos por até 9 horas.




Juntos vamos vencer essa guerra e sairemos dessa crise ainda mais fortes.


Edvaldo Fernandes da Silva

Pós-Doutorando em Ciência Política, Doutor em Sociologia, Mestre em Ciência Política, jornalista, advogado, professor de Educação Básica (1991-1996), professor universitário e cofundador da Rede Pedagógica.


1,752 visualizações1 comentário
Icon_faça-parte-3.png
Sem título-9.png
Icon_EAD-3.png
Botão_idiomas.png

(31) 3913-9939

Icon_Instagram.png
Icon_Facebook.png
Icon_Youtube.png
Icon_WhatsApp.png
Icon_Twitter.png

(31) 9300-6486

whatsapp.png

©2020 by Rede Pedagógica.